12 novembro, 2012

Por que escolher o croqui?


Na universidade, estou pagando a minha segunda cadeira de desenho de observação, e ela tem me feito refletir bastante sobre qual a importância do croqui, afinal, é tão simples tirar a câmera ou o celular do bolso e fotografar aquilo que a gente quer.
Mas quando você se propõe ou é incentivado a usar o desenho como forma de registro, acaba percebendo algumas vantagens desse hábito. Por exemplo:
1-   Desenhando você percebe algumas coisas que através da fotografia “passam batidas”. Isso porque, se não observar bem os detalhes, as linhas, as proporções do objeto, simplesmente não será a representação daquilo que quer. Logo, você também passa a conhecer melhor a edificação, a paisagem, o objeto ou qualquer outra coisa que desenha.
2-   O hábito de desenhar, especialmente, em lugares públicos, te obriga a dar uma desacelerada no passo, parar, sentir, apreciar, conhecer e entender melhor o lugar.
3-   Sua capacidade de lembrar daquilo que desenhou é imensa, afinal, você dedicou tempo e atenção a isso. Quando você olha para um desenho que fez há um bom tempo, ainda consegue lembrar de onde foi feito, quais foram as maiores dificuldades do desenho e o que mais gostou nele.
4-   O desenho também pode ser uma boa forma de se comunicar, mostrar o que você vê de mais importante no objeto, o que mais te agrada ou desagrada, de forma muito única, porque o desenho de uma pessoa nunca é igual ao de outra.
5-   E por último, mas não menos importante, o prazer de ver o desenho acabado.
Uma pessoa que parece pensar de forma bastante parecida, é a arquiteta e bloggeira, Liz Steel. Seus blogs: o www.lizsteel.com e o www.sketchingarchitecture.blogspot.com estão cheinhos de croquis. Ela transformou o desenho em hábito, e compartilha isso com os leitores. Eles estão em inglês, mas são fáceis de entender e mesmo pra quem não souber ler em inglês vale a pena acessar e conferir o trabalho dela.
E só pra dar um gostinho, aí vão alguns exemplos:








Nenhum comentário:

Postar um comentário